Caminho do leite

Foi tudo tão rápido…

Eu estava passeando com o meu cachorro pelo parque, era a primeira vez que eu de fato estava passeando naquele parque com o meu cachorrinho, eu já havia caminhado por ali algumas vezes, mas como o dia estava claro o meu objetivo era apenas caminhar, não vi nada sugestivo…

Até percebi alguns carros parados ao entorno do parque, mas como eu estava afim mesmo de caminhar um pouco, segui meu roteiro (caminhada).

Bom, caminhando um pouquinho, entre uma parada e outra do meu cachorro, eu notei que haviam alguns homens que passavam por mim e me olhavam.

Logo percebi! Aqui é local de pegação, ou mais especificamente : SEXO!

Por alguns segundos senti que minhas pernas estavam bambas, eu tão experiente na arte da sedução, pernas bambas? O que será que é isso ?

Até que eu resolvi sentar em um dos bancos do parte, próximo de onde estavam estacionados alguns carros, e ali fiquei descansando um pouco, após algumas minutos um senhor, alto, bem corpudo, ou melhor parrudo caminhou em minha direção e disse: “Você sabe se tem algum banheiro por aqui ?” Eu prontamente respondi que não sabia, e que eu não costumo frequentar o local.

Ele agradeceu a informação, e caminhou paralelo aos carros, tirou um celular do bolso dele, aparentemente fez uma ligação pelo celular.

Eu até pensei que fosse apenas uma pergunta qualquer, mas não tão inocente, também pensei que ele pudesse estar em busca de sexo.

Bom, após alguns minutos, esse mesmo homem maduro e parrudo, veio até mim novamente, e se sentou ao meu lado… Achei isso super estranho, ele começou a brincar com meu cachorro, elogiar o cachorro.

Nem tudo que parece é, tenho esse ditado sempre na ponta da língua, até cogitei que ele fosse apenas um macho sozinho e nada mais.

Em poucos minutos percebei que um volume na calça dele aumentava, mesmo ele estando sentado.

Ele olhou bem nos meus olhos e disse se eu gostava de tomar leite a noite antes de dormir. Eu já sabendo que aquilo era sexo, respondi a ele que eu gosto de leite pela manhã apenas.

Ele então sorriu, me convidou a ir até o carro dele, ele apontou para um carro parado disse ser dele, eu com vontade de saber do que se tratava, aliás, a coisa era boa.

Ele entrou no carro, sentou no local do motorista e disse que eu poderia apenas assistir, e interagir se quisesse.

Eu resolvi então sair do carro, eu disse a ele que não achava legal o cachorro presenciar aquela situação ( alias a situação ainda estava para acontecer).

Foi então que ele propôs que eu saísse e encostasse na porta do motorista, eu sai com o cachorro, fiquei fora do carro e encostei na porta do motorista, ele abaixou o vidro, tirou aquela rola enorme e peluda para fora, a rola estava dura…

Ele começou a se masturbar, lembro que ele gemia, e dizia : Vou arrombar o seu cú!!! E olhava em meus olhos.

Eu já estava de pau duro, querendo mesmo sentir a rola dele entrar no meu cú, aquele sim, era um macho bruto de verdade…

Todo peludo, pernas grossas, barba, voz de macho…

Ele pegou um copo que estava no banco do passageiro, o copo parecia estar vazio…

E a masturbação aumentou de velocidade, ele continuava a me olhar nos olhos e dizia: Senti a minha rola no seu cú!!!

Eu apenas olhava… Foi quando ele falou : Vou gozar, vou esporrar no seu cuzinho!

Ele colocou o copo perto da rola dele, e gozou muito dentro do copo, após isso ele perguntou se eu queria tomar ….

Eu disse que não, agradeci e sai de perto do carro.

Quando cheguei em casa, notei que eu estava quase gozando

Compartilhe com seus amigos:

Deixe uma resposta