a vendedora novinha sendo arrombada pelo coroa pauzudo

Tenho 40 anos, com roto e corpo de 30, tenho um pauzão de 20cm e coxas grossas, quando conheço alguém bacana e especial gosto de relatar minhas aventuras mas com a autorização de todas sem relatar nomes, então vamos ao que interessa.Tinha mudado a pouco tempo do apartamento para uma casa e um certo dia bate em meu portão e quando vou abrir vejo uma moça morena baixinha cabelos cacheados na cintura, com um sorriso encantador e me perguntando se interessava por planos de saúde, a convidei pra entrar e ela prontamente aceitou, moça muito educada e gentil, me interessei por um de seus planos e fechei negócio, trocamos zap e ela marcou de levar os contratos e outros negócios relacionados ao plano no dia seguinte,

despedimos, a noite ela manda uma mensagem dizendo obrigado e gostou muito de conversar comigo, eu só escrevi aquele (rs) de risos e mais nada, ela perguntou se estava ocupado eu disse tranquilo só estava estudando o tema da próxima palestra, sou sexólogo e ministro muitas palestras, conversa vai e conversa vem ela se interessou muito sobre o assunto e disse que nunca gozou, eu expliquei algumas razões e disse que se tivesse ficado comigo teria gozado horrores, percebi sua curiosidade, no outro dia me mandou mensagem dizendo que estava muito agarrada e que só poderia levar a noite pra mim eu disse que tudo bem mas teria que ser naquele dia porque no outro dia a noite daria palestra, ja era as 20hs e nada e ja estava quase pronto meu jantar só esperava a lasanha, quando por volta das 20:30 ela chega, nossa que surpresa ela estava linda, cabelos soltos, saia curta azul marinho de um tecido mole dando pra perceber toda sua sensualidade, usava uma blusinha branca com um decote fora de série, eu brinquei e disse veio trazer o contrato ou para um encontro, rimos bastante nesta hora, eu disse antes do contrato aceita jantar comigo?

E olha que fiz uma lasanha maravilhosa e um arroz xadrez, ela aceitou, ela amou a comida mas eu não parava de olhar sua coxa nossa me deixava louco, sentamos na sala eu em um sofá e ela em outro, em um certo momento começamos falar sobre sexo e ela abriu as pernas meio que sem querer ou queria e fez de propósito, eu n resistir quando vi ao fundo a calcinha branca, meu pauzão ficou duro na hora e muito inchado, eu disse vamos parar porque estou ficando com muita vontade de sentir você e a safadinha disse sou toda sua, pulei para o sofá que ela estava e a beijei, mas beijei com tanta volúpia e vontade, depois esfregava meu nariz no dela e sobre seu rosto bem carinhoso e voltava beijar aqueles lábios carnudos e chupava sua língua, nesta altura do campeonato minhas mãos tocavam suas coxas e fui subindo lentamente ate alcançar sua buceta, fui alisando por cima da calcinha e percebi o tanto que estava molhada, não resisti e cai de joelhos no meio de suas pernas e comecei a beijar suas coxas e arredei sua calcinha e fui beijando aquela bucetinha linda e cheirosa, meti a língua com vontade e abocanhava bem gostoso fazendo um gemidinho de prazer, ela se contorcia toda até que deu um gemido enorme e pude perceber que ela gozava em minha boca, adora sentir aquele melzinho na minha boca e ela gritava nossa incrível sua língua, arranquei sua saia e blusa com uma tara enorme, e tirei sua calcinha com a boca, arranquei seu sutien e mamei aqueles peitos maravilhosos e beijei seu corpo todo e lambia cada pedacinho dela ela estava delirando de prazer, estava valorizando cada minuto com ela, me entreguei completamente para aquela morena, ela n resistiu e colocou meu pau para fora e admirou o tamanho e disse nossa que pauzão nunca dei pra um assim, ela caiu de boca e me chupou como nunca estava maravilhoso, levei ela pra cama e fizemos um 69 maravilhoso, quando mais ela engolia meu pau mais eu atolava a língua lá dentro de sua buceta, estava incrível aquela sensação, ficamos assim até que ela gozou novamente em minha boca, voltei a beijar sua boca e mamar seus peitos enquanto meu pau esfregava em sua buceta até que ela mesma me puxa de uma vez pra si e meu pau escorregou todo para dentro dela nossa que buceta apertadinha se não estivesse tão babada nem entraria fácil, comecei um vai e vem devagar pra sentir cada pedacinho daquela bucetinha, enquanto metia eu olhava em seus olhos e ela dizia nossa que pau gostoso e esta cara de safado que estou adorando, metia beijava e chupava seus peitos, então comecei a fuder com força e ela gemia as vezes dizia devagar está sensível, ai que eu metia mais forte e dando tapinhas em sua cara dizendo não é isso que você queria putinha safada entrar na rola de um macho de verdade, agora vou fuder você até ficar mole, ela ficou louca e gritava vai então e arromba minha buceta, dava tapinhas de leve em sua cara e metia a vara, depois coloquei ela pra sentar nele e ela sabia quicar gostoso ou seja socar a buceta no pau, meu pau entrava até o talo visão maravilhosa de ver meu pauzão sendo devorado por aquela buceta, eram quase 40 minutos e ela dizia não vai gozar não? Eu dizia calma quero te dar muito prazer primeiro, coloquei ela de bruços e um travesseiro debaixo dela na região da cintura a ponto de deixar sua bunda arrebitada, então fui metendo gostoso e beijando suas costas e pescoço e passava a ponta da língua no meio de suas costas, falava muita safadeza enquanto metia a rola forte em sua buceta então ela gozou muito que ficou desfalecida e pediu pra descansar um pouco, enquanto isso eu amarrei suas mãos a coloquei de 4 com as mãos amarradas e meti o pau e ela disse devagar esta dolorida, eu fui metendo e aumentando o ritmo, até que ela mesmo pedia pra meter mais forte, estava eu ali dominando aquela fêmea com fome de pika, dominava ela pelos cabelos puxando para trás e metendo forte até o saco bater na sua buceta enquanto metia tapa e chingava ela de safada de puta, de vadia e ela ficava louca e gritava e dizia nossa tô gozando seu cachorro mete nesta vadia, arregaça minha buceta, nossa nem sei explicar meu pauzão explodiu dentro dela gozei tanto que sua buceta escorria quase um copo de porra, ela ficou mole deitada e amarrada com as mãos para trás com aquela bunda linda pra cima, não resisti meti a boca no rabo dela minha língua penetrava seu cuzinho e ela dizia isso é sacanagem eu então fui esfregando a cabeça do meu pauzão em seu cuzinho molhadinho com minha saliva e deixei escorregar ela deu um grito e disse para por favor, mas eu parei com ele todo dentro de seu rabo ai beijei sua nuca e disse quer que eu pare? Ela disse não, agora sou toda sua, fode o cuzinho de sua putinha, então afundei tudo dentro dela e sua buceta até escorria de tesão ela toda dominada recebendo meu pau todo dentro dela, ela gemia muito e dizia mete seu cachorro, meu macho gostoso, fode sua puta todinha, até inundei aquele rabinho com minha gala, fomos tomar banho e ela toda bamba quase caiu no banheiro, ficamos rindo até que a beijei e mamei aqueles peitos novamente debaixo do chuveiro e meti a vara nela em pé debaixo do chuveiro, levantei uma das pernas para a pika entrar toda e ela gozou mais uma vez e disse agora quero na minha boquinha, continuei metendo ate que tirei e dei leitinho na boca daquela putinha, deixei ela toda arregaçada e dolorida mas parece que ela adorou sempre passava lá em casa pra repetir, foram muitas aventuras que contarei outra hora, depois ela mudou para Diadema SP, e nunca mais a gente ficou nos falamos ate o dia que formatei meu celular e perdi seu contato, se alguma menina deseja ser tratada na cama como você merece me chama no email e manda seu zap com DDD, mas mande o contato pra agilizar, posso viajar e receber, manda o zap no email. [email protected]

Leia mais contos eróticos vendedora

Compartilhe com seus amigos:

4 comentários em “a vendedora novinha sendo arrombada pelo coroa pauzudo”

  1. Novinhas safadinhas e evangélicas safadinhas e casadas vamos gozar gostoso no virtual deixo tua bucetinha toda gozadinha 02163992308344

Deixe uma resposta