Me entregando totalmente ao prazer sexo e sedução

Olá, meu nome é Cassia(nome ficticio), tenho 38 anos sou casada, morena tenho 1,62 de altura estou um pouco gordinha, acima do meu peso e o que mais chama atenção no meu corpo é o bumbum, mas me considero uma mulher bonita, sou casada com Walter 40 anos barrigudo e ficou careca com o tempo, de longe me lembra o homem que me casei, mas Somos casados a 11 anos, temos um filho.

Somos um casal feliz, unidos, parceiros, de vez em quando aquelas briguinhas, mas nada sério, apenas o desgaste natural, com o passar dos anos o sexo diminuiu de 3 vezes por semana para um a cada 10 dias.

Com o tempo isso me tornou muito frustrada, apagando minha feminilidade, me tornei a dona recatada, escutando as loucuras que minhas amigas faziam com seus maridos me fez querer mudar algo, resolvi procurar uma solução comprei conjunto de lingerie, camisolinha, comecei a usar roupas mais ousadas e em até determinado momento comprei um vibrador, que comecei a usar para ele me ver brincando, e confesso que adorei, aprendi a gozar com ele e as vezes brinco com ele para meu marido me assistir e como chego cedo do trabalho, comecei a usar as vezes sozinha tentando me aliviar já que as coisas não estavam legal, em uma dessas brincadeiras meu marido me perguntou um dia qual era A minha maior fantasia ?

Meu marido enquanto namorados ele era doente de ciúmes, então me contive, mas essa pergunta, mudou o meu casamento e minha vida, ele insistia, vamos quero que vc se solte mais, já somos casados e só quero que vc se divirta, curta A Noite, relaxa vai, ele foi me despindo e me beijando até chegar na minha buceta, fui relaxando e ele começou a passar a mão no meu corpo até aí normal, por que ele era muito recatado na cama, achei ele mais safado aquele dia

Nossa enquanto ele me chupava ele começou a me chamar de puta, safada e que ele queria que eu fosse a puta da noite, chupando o meu clitóris ele enfiou um dedo na minha buceta, e fala putinha o que mais te excita?

Minha cabeça foi a mil, eu abrir mais as pernas e sentir minha chana molhar, mas falei que tinha duas, mas que isso era coisa minha…

Ele insistiu e na hora do tesão eu revelei que tinha vontade de transar com um homen diferente dele musculoso e tatuado, foi quando ele vai e pergunta:

– E o que vc quer com um homem assim sua cachorra, aquilo me provocou muito tesão, olhei nos olhos dele e falei:

– Eu quero ser fudida e de preferência ele tem que ter um pau grande eu adoraria que ele me tratasse que nem uma puta, gostaria de fazer tudo o que eu não faço com vc inclusive dar a minha bunda, (meu marido já tentou mas sempre me sinto desconfortável então nunca fizemos) quer saber qual é minha outra fantasia?

Ele respondeu:

– claro

É transar com dois homens ao mesmo tempo e sem pudor algum…

Ficamos loucos e gozamos muito e por incrível que pareça essa fantasia deixou meu marido louco e excitado e pediu para eu narrar enquanto eu falava ele me comia de quatro enquanto eu olhava para trás e narrava, ele me chingava e eu rebolava, e pedia sorrindo para ele me chamar de safada, não demorou muito para nós gozarmos aos palavrões, descobri que meu marido se excitava e virou nossa pimenta nas transas, acho que isso fez liberar um pouco mais nosso lado safado que tornou nossas transas mais gostosas, mas sempre partia dele e eu entrava no clima

Em uma transa sentada no pau dele comecei a provocar também para ver qual era a dele, perguntei e vc qual e a sua fantasia meu puto?

Surpreendentemente ele me disse que ao me ver brincando com o vibrador sentiu vontade de me realizar dando para outro. Na hora fiquei sem reação, mas entrei no clima, comecei a rebolar no pau dele e com uma voz bem dengosa perguntei:

– Vc me deixaria realizar minhas fantasias?

Ele me segurou pela cintura controlando os movimentos, fazendo eu acelerar o sobe e desce e peeguntou respondendo:

– Eu quero vc realizada como mulher, e vc Cassia tem coragem de realizar seus desejos?

– De deixar outro puto meter em vc Cassia?

– Vc quer dar essa buceta para outro macho?

– Me responda se vc quer ser puta, quer sentir outro macho te fudendo?

Responde, é isso que vc quer cachorra?

Enquanto ele me perguntava essas coisas eu tentava me controlar enquanto rebolava loucamente na rola do meu marido e gemia aos gritos anunciando:

– Aiiiiiii eu vou gozaaaar

– Me fode vaiiiii

Ele me indagava com aquela voz de homem safado:

– Responde Cassia sua puta vc quer fuder com outro homem?

Escutar aquilo me fez gozar de uma maneira intensa e safada e gozando aos gritos falei:

– Eu queroooo, eu queroooo outro macho me fudendo, eu quero ser puta

e ele me chingava, me colocou de quatro começou a socar com força e me pediu para chamá-lo de puto e acabou gozando em me ver ali fantasiando dando (detalhe eu naquele instante me fantasiava com um filho de um amigo dele, um garoto de 28 anos todo tatuado e forte) gozei umas 3 vezes aquela noite rsrsrs

Dali em diante nossas transas ficaram apimentadas, e sempre com muita sacanagem e filmes do gênero, em outra noite perguntei de novo o que ele queria? ele voltou a dizer que gostaria que eu desse para outro, mas tinha que contar para ele, falei se ele quisesse poderia contar minhas transas do passado, contei algumas transas de quando solteiras, mas só as que ele não conhecia o protagonista, ele se divertiu…

Mas continuou com aquela ideia, disse que eu não estava com ele e o que ele queria era me realizar como mulher. Perguntei se era isso mesmo que ele queria, como ficaria nossa relação? Ele disse que me amava que não mudaria nada, dei um beijo nele e disse que ele me realizava já, que era só fantasia…

No outro dia fiquei curiosa, fui pesquisar esses fetiches de homens casados que querem ver suas esposas transar com outro, me surpreendeu a quantidade de casos, contos e filmes com esse Fetiche e declaraçoes de casais que se realizavam e mantinham um relacionamento apimentadissimo, e eram muitas mulheres que tem esses mesmos desejos, não vou negar que sempre tive uma queda a essas loucuras sexuais,
mas me excitava esse mundo novo de luxúria e prazer, e com meu marido me incentivando era maravilhoso rsrs

Confesso que pensei muito no que ele falou, mas senti que depois que eu o gozava na cama chingando, falando besteiras e loucuras do meu passado ele tinha tesão e ele até mudou, estava muito mais atencioso e amoroso comigo, diferente do homen ciumento que eu conheci quando namorávamos, ele estava mais confiante, um dia até me propôs por que eu não tirava um dia para me realizar, me chamou pra ir em uma casa de suwing, ou se eu quisesse contratariamos um garoto de programa, na hora questionei e pedi para mudar de papo, foi aí que ele me deixou de queixo caido, pediu para que eu encontrasse alguém que me interessase que ele me dava carta branca, uma noite para eu sair, com a condição de contar tudo pra ele por que ele não queria ser traído e sim me realizar e que não fosse ninguém do nosso ciclo de amizades…

Na hora fiquei com ódio, mas não posso negar que mexeu comigo, e que me peguei pensando nisso em vários momentos, no ônibus, no trabalho, em casa e durante a transa ele tocava no assunto e eu me molhava de tesão, não conseguindo negar meu desejo e por diversas vezes gozei gemendo ao imaginar com outros homens me comendo…

Assim, tentei pensar como poderia trair ele, era meu marido, meu esposo, mas confesso que na hora que íamos para cama meu pudor acabava eu desejava loucamente as maiores insanidades sexuais, até nas transas de rotina começávamos como casal recatado, mas quando eu subia no pau dele já estava viciada e me pegava imaginando a dominar outros homens, até meu chefe já foi minha espiraçao e ele é um homem feio, mas safado kkk

Trabalhando em uma empresa de telefônia meu horário é reduzido saio as 15:00 horas todos os dias, que me dá muito tempo para me planejar, na semana de aniversário de meu marido comecei a me vestir de forma mais ousada, roupas provocantes , me maquiava, sempre de salto para realçar ainda mais minha bunda, tudo para o meu maridinho, estava adorando aquela nova fase. Mas reparei que os homens da empresa começaram a me olhar diferente, e isso me atiçou mais ainda, mas não poderia reclamar estava fazendo de propósito e estava gostando.

Chegando perto do aniversário do meu marido ele me pediu para me produzir mais, ele até escolheu a roupa, achei indecente mas para satisfazer a vontade dele fui trabalhar com um micro fio dental branca e um vestido branco bem colado que realçava minha bunda e minhas costas, Na hora de ir para a rodoviária como sempre ele ia me levar, e quando desci do carro era notório os outros homens me olhando, principalmente quando passava pelas minhas costas, embora me senti constrangida não nego que estava gostando, na hora do almoço sem meu esposo por perto ficou claro que aquela roupa tava muito indecente, os caras me comiam com os olhos, as meninas do meu serviço me falaram:

– Cassia se o maridão não se cuidar vai abrir freguesia nova, por que o que não vai faltar é homem para esse mulherão kkk

Realmente tinha tempo que não me sentia assim, estava acabando o meu plantão quando o meu marido me ligou:

– Oi amor, estou pensando em vc agora, nossa quanto tempo não recebia uma ligação do meu marido no expediente que não fosse para falar de contas rsrs, conversamos um tempinho falamos algumas besteiras e desliguei, ajeitei algumas coisas e aí começou uma parte da minha vida que me acordou kkkkkk

Parte 2

O elevador ia fechando quando eu dei um grito segura por favor moço, era um rapaz bonito, moreno que mesmo de camisa social dava pra ver que seus braços eram tatuados me chamou a atenção aqueles braços fortes, ele segurou o elevador para que eu entrasse, Era um homem bem alto, charmoso, aqueles homens que não passam despercebido, homem de academia, forte, másculo e um sorriso safado que me chamou a atenção, uma cara de comedor.

Ao descer os andares ele viu que eu me abanava devido ao calor, e falou que calor né? Claro com intuito de iniciar uma conversa, mas na hora nem me toquei, só falei, muito calor, depois de um dia de trabalho preciso de um banho, cama e uma boa massagem. Estas palavras fluíram da minha boca, falei sem pensar, foi que ele me deu a resposta imediata, sou ótimo em massagem, Fiquei sem jeito, estava levando um cantada de um homem estranho que por sinal era lindo. Sorri meio sem graça, e perguntei sem perceber que dei bandeira:
– Sério?
Ele voltou a falar, se quiser descer até o estacionamento comigo vc não vai se arrepender, fiquei vermelha quando o elevador abriu a porta, tomei posição de sair, foi quando ele segurou a minha mão e disse:
– Calma esse é o segundo, e sorrindo retrucou:

Vai perder a massagem desse jeito? Aquele sorriso maroto e uma piscadinha me deixou mole, mas puxei minha mão que ele segurava enquanto escorregava ele me olhava com aquele olhar de homem safado, respondi com um sorriso sem graça:

– Não posso sou casada !

– vc é uma linda mulher casada!

Nossa ele conseguiu me deixar sem ação, e já emendou

– Me desculpe o atrevimento, mas vc é uma mulher muito linda, meu nome é Fabio sou advogado e estou trabalhando no quarto andar, estendeu a mão me dando um cartão.
Peguei e agradeci foi quando ele me olhando falou:

– Mas para vc sou especialista em massagem, quando quiser estarei a sua disposição gata!
Com os olhos no meu corpo e um sorrinzo sacana

Nossa aquilo me deixou louca, ele me tratou de uma maneira atrevida, de maneira discontraida respondi:

– Nao sou gata, me chamo Cassia!

Ele sorriu, e com aquele jeito atrevido respondeu:

– Lindo nome, combina com vc!

O elevador chegou no térreo, a porta abriu
Quando fui sair eledeu um passo para trás e me acompanhou com um olhar sem disfarça na minha bunda, senti ele me despir me deu tchau e eu respondi com tchau

Nossa não acreditei naquilo, que homem, fui para casa pensativa no que tinha acontecido, e me acendeu uma vontade louca de fazer sexo, fui para casa quando meu marido chegou eu já estava de lingerie e toda fogosa, o meu marido tomou um banho e eu louca pra dar e queimar aquele tesão, mas ele veio com taça de vinho e disse que tinha alugado um porno para assistimos, eu já estava louca quando o filme começou, era de um casal que o marido pagava homens para realizar as fantasias da esposa, e tinha um ator que me lembrou na hora do rapaz chamado Fabio, no meio do filme eu subi no colo do meu marido, e ele vai e pergunta o que vc achou do filme? Eu olhei bem nos olhos dele e respondi:

Adorei, agora deixa eu usar seu pau que eu quero fantasiar outro homem me metendo, ele ficou louco me beijou de maneira acalorada e eu me senti uma puta no pau do meu esposo desejando e gozando me imaginando dando para o estranho, gozei umas 3 vezes com aquele homem na cabeça, dei de 4, até meu cu pedi para ele meter, mas meu marido já estava meia bomba e não rolou, quando acabamos meu marido me perguntou que fogo era aquele, eu respondi é vc amor que fica me atiçando…

Tomei um banho e dormi, mas acordei de madrugada toda melada sonhando que estava nua em uma cama com aquele homem me fazendo massagem, Fui para o banheiro levei meu vibrador e me masturbei pensando naquele homem me comendo, tive que me conter para não fazer barulho…

Pela manhã encucada com meus tabus, fiquei pensando na loucura que tinha sido aquela noite, que mesmo com alguns tabus me sentia outra mulher, sei lá mais solta, mais aventureira, escolhi uma calcinha fio dental e um vestido rodado e transparente, me produzi e fui para o trabalho na esperança de encontrar aquele homem de novo, mas não aconteceu, por vários dias na hora de me arrumar eu me produzia pensando naquele homem, foi uma espécie de estimulo para meu lado mulher, cheguei até apertar o quarto andar, mas na hora minhas pernas banbearam e não tive coragem de procuralo, mas as transas eram cada vez mais quentes com meu marido kkkk

Até que uns 15 dias depois eu entro no elevador e adivinha só quem estava lá me olhando com aquele sorriso safado, entrei e o comprimentei com bom dia, ele só me olhou de cima em baixo com aquele sorriso de aprovação e sem se importa com as outras pessoas ele respondeu:

– Bom estava, agora ficou melhor

Me deu um frio na barriga, com uma mistura de tesão! No terceiro andar sai e dei tchauzinho ele só sorriu de maneira levada, ao sair olhei para trás e lá estava ele me acompanhando com aquele olhar de macho até a porta fechar, minha amiga que estava no elevador veio doida me perguntando quem era aquele deus, sorri pra ela e comecei a contar a história, ela ficou doida, Gabriela é divorciada e bem atrevida tem um caso com um dos gerentes da empresa e me conta muitas aventuras deles, ela logo me falou amiga vc tem que pegar esse homem, eu retruquei rindo vc é louca, ela me disse que louca era eu se não aproveitasse, ia puxar a ficha dele e me dizer tudo e retornou para o elevador subindo para o quarto andar

Duas horas depois Gabriela voltou, amiga ele é de longe só vem aqui de 15 em 15 dias, logo entendi por que não o encontrei, ele era casado o que me deixou, meio desanimada, mas Gabriela acabou me lembrando que eu também era casada e que uma chance dessa não passava duas vezes, fiquei a manhã toda encabulada, na hora do almoço fui almoçar com a Gabriela e logo na entrada estava ele, um amigo que também conhecíamos e 4 garotas, todas lindas, comprimentamos eles e de primeira ele se levantou e fez questão de nos convidar para sentar com eles, eu tentei relutar, mas a Gabriela de logo aceitou e me puxou, ele levantou puxou outra mesa para caber todo mundo e saiu do meu de duas meninas que já estavam lá e sentou do meu lado e da Gabriela, que situação, notei que uma das meninas não gostou, mas ele fez questão de puxar a cadeira para que eu sentasse, fiquei desconcertada e todos notaram, a menina me olhava com ódio, ele logo me falou no ovido:

– Nossa que legal te ver de novo!

Apenas sorri, ficamos ali conversando coisas de trabalho e ele sempre prestativo para comigo, foi quando o meu marido me ligou, sai dali e fui para um canto, meu marido muito carinhoso, me dizendo que tinha alugado um filminho e que ia chegar em casa mais cedo, enquanto falava o Fabio não tirava os olhos de mim, me secava e sorria, eu desconcertada falei com meu esposo que quando chegásse ele ia ter o que queria, ele mais que depressa me pede algo inusitado:

– Minha putinha faz algo hoje pra mim?

– Oque vc quer meu puto?

– Escolhe um homem hoje do seu dia dia, alguém que vc tenha contato hoje para fazer parte da nossa fantasia?

– Vc é louco?

– Faz isso, eu quero usar seu tesão para fazer vc gozar bem safada hoje, pensa em alguem…

Enquanto isso Fabio me comia com os olhos, e eu podia sentir minha calcinha molhada com aquele olhar, respondi:

– Ta amor vou fazer o que vc quer, bjos, tchauzinho

Terminamos de almoçar, as meninas saíram na frente, e Fabio logo se levantou e puxou a cadeira para mim, me abraçou pela cintura me conduzindo para o caixa, pediu minha comanda e disse deixa que eu pago, tentei relutar, mas ele tomou a frente e pagou, voltamos conversando e sempre que podia ele me elogiava, perguntei:

– O que vc quer comigo?

Ele olhou pra mim e respondeu:

– Quero vc toda pra mim

– Eu já te falei que sou casada

– Eu sei, sou casado também, mas vc é perfeita e tenho uma tara pelo que não é meu, adoro mulheres casadas, e vc tem quatro coisas que gosto em uma mulher, é linda, não é minha, é baixinha sou fissurado em baixinha, e sua bunda com todo respeito é maravilhosa

Fiquei envergonhada e ao mesmo tempo encantada de como ele era direto em me cantar, ele me deixou excitada, ele pediu que eu ligasse quando fosse sair que ele ia embora aquele dia e que não podia ir sem pelo menos me ver mais uma vez, realmente ele sabia como galantear, falei que ia pensar, mas que era perigoso aquilo, ele muito confiante respondeu:

Vou fazer com vc tudo que seu marido não faz, vou fazer vc mulher, vc é o tipo de mulher que tem que ter pelo menos uma vez uma um momento de aventura, deixa eu ser sua aventura, nossa ver aquele homem me cantar daquele jeito era covardia, falei que ia pensar, mas que ele não criasse espectativa, uma mistura de frio na barriga, com tesão e risco tomou conta de mim, quando foi chegando perto de eu ir embora fui ficando gelada, olhei para o cartão várias vezes, mas decidi não ligar, Gabriela ficou brava comigo, disse que eu era louca em jogar essa chance fora, sai e fui em direção do elevador, mas para o meu desespero Fabio estava sentado nas cadeiras de espera do elevador me esperando, eu não sabia o que fazer, e ele já todo confiante sorriu e me comprimentos, o elevador chegou ele me abraçou pela cintura e me conduziu, eu sem reação ao entrar ele apertou o segundo andar que era vazio e não tinha salas, e assim que a porta fechou ele me encostou de maneira bruta na parede do elevador e me deu um beijo, eu tentei resistir, mas ele com aqueles braços enormes me envolveu e com muita pegada me fez ceder, falei:

– Eu não posso

– Mas vc quer e eu sei disso, fomos para o segundo andar, me levou para as escadas me deitou, levantou meu vestido, colocou minha calcinha de lado e abriu minhas pernas com força e meteu a lingua, senti minha buceta molhar toda na hora, ele levantou colocou um pau enorme, muito maior que o do meu marido para fora e me fez chupar, ali eu já estava entregue, fiquei tentando abocanhar ele todo mas era grande, de todas as rolas que eu já esperimentei era a maior e mais bonita, ele gozou na minha boca, me levantou e me puxou para o elevador de novo,entramos eu me recomponha e ele apertou o

o quinto andar ele subiu e ele me fez uma proposta:

Eu te quero toda pra mim, vem comigo eu te faço a mulher mais feliz de hoje, esquece tudo, eu quero só vc na cama, hoje eu quero te meter toda e fazer vc gozar, vou passar no quarto andar vou pegar minhas coisas, descemos ele pegou as coisas dele, entramos no elevador e ele apertou o térreo e o da garagem, ele ajeitava aquele mastro enorme e me olhando eu mole de tesão ele disse vc decide e ai te dou tudo isso!

Nesta hora o elevador parou, e entrou mais duas pessoas, meu coração batia forte, minhas mão suavam, o que eu faço, não sabia mais como lidar com aquela situação, o elevador estava quase chegando no térreo, vi aquele olhar safado, o elevador chegou as pessoas desceram, eu não sabia que fazer, acho que pensei demais o elevador fechou e foi para o estacionamento, pensei e agora, sou casada, vi a aliança naquele homem, também era casado, pensei bom agora já era, não vou voltar atrás, parei de pensar, simplesmente levantei a cabeça e descemos do elevador em direção ao carro daquele homem, nem sei que carro era, mas era grande preto, meu nervoso era tanto que parei de repara em detalhes. Lembrei de que meu marido me pediu mais cedo, isso me deixou mais calma, pensei quem esta na chuva é para se molhar e sei que se eu tivesse pensado muito não iria estar ali.

Chegamos no motel, entramos no quarto aquele homem me pegou pelo braço me deu um beijo, longo, firme e suas mãos na hora abraçaram minha bunda, é a parte que mais chama a atenção em mim. Nossa já não sabia que era beijar outra boca, ele me despiu toda, tirou sua roupa e vi aquele macho travado de academia com os braços enormes e tatuados,um pau grosso duro saltar, me levou para chuveiro me deu um banho, me acariciava e me elogiava, me disse que hoje eu ia provar um homem de verdade, antes pediu para ver a foto do meu marido, quando mostrei ele olhou e me falou com certeza vc não sabe o que é um macho de verdade, hoje eu estou te tomando para mim, vc vai ser minha cachorra, me pegou no colo eu fiquei pequena nos braços daquele homem, ele me agarrou me beijando com muita pegada, pediu para sentar na borda da cama, sem falar nada enfiou o pau em minha boca, mal conseguia enfiar a cabecinha de grosso que era, imagine que dó de minha bucetinha, ele me segurava a cabeça e fodia minha boca, nunca fui dominada, sempre gostei mais de dominar a situação, mas passei a mão em minha bucetinha estava escorrendo de tesão daquele macho me tratar assim.

Me deixou na cama e beijou meu corpo todo, senti alguns chupões que depois fui ver mais claramente, meu pescoço, peitos, ombros e virilha estavam todos marcados de chupões, não teria mesmo como esconder de meu marido em casa.

Aquele safado sabia me dominar, chupou minha bucetinha até me fazer gozar, voltou a beijar minha boca, senti aquele pau batendo na porta de minha bucetinha, pedi para ele colocar a camisinha, mas eu estava tão molhada, que em um movimento ele entrou em mim, senti perde o juízo naquela rola, que pau grosso. Pedi a camisinha de novo, mas ele me segurou firme pela cintura e começou a socar, não conseguia me mexer nem falar, só tomava estocadas e gemia. Aquele homem tinha uma puta de uma pegada, sabia meter e meter gostoso, me metia com força e em ritmo acelerado sem deixar a pegada com aquelas mãos enormes na cintura e uns tapas de leve na bunda, me virou de quatro, arrebitei bem a bunda, ele encostou a cabecinha deixou deslizar e voltou a meter, me segurava forte e puxava de encontro dele, me chamava de putinha, gostosa safada, e socava, dava tapas em minha bunda, nestas socadas senti seu gemido mais forte e jatos de porra em minha bucetinha.

Deitei na cama, e ele em cima de mim, ele tirou o pau senti folgar a minha buceta que não estava acostumada, mas estava disposta a acostumar, senti aquele leite quente escorrer, naquela hora veio joguei ele na cama e com aquele pau duro ainda subi para cima, ele sorriu e falou vem cachorra casada aproveita que hoje vc é minha vagabunda subi na quela rola e fui controlando a metida que era um delícia escorregar na quela rola que não acabava, ele passando as mãos enormes no meu corpo, seios, escorregava para a minha cintura e deslizava para a minha bunda que ele pegava e espalhando as mãos na minha bunda ele apertava, nunca senti aquilo, um tesão tomou conta e ele começou a ritimar minhas estocadas de maneira forte ele me puxava na decida com força e me chingava, e pedia para eu repetir que era cachorra, eu gemia ao sentir ele me preencher e de maneira escandalosa eu saí de mim e gritava eu sou sua puta, me fode safado, ele mandava e eu repetia que eu era puta, safada, vagabunda, por último ele meteu um dedo daquela mão enorme na minha bunda e pediu para eu repetir que era dele, aquilo mexeu comigo, eu comecei a ter um orgasmo que eu nunca tinha sentido pela bunda e pela buceta que escorria eu gemia que ia gozar:

– Aiiiiiii vou gozar meu macho, aiii vou gozar

Ele me deu um tapa na cara e andou eu dizer que era dele, que ele que era meu macho, eu adorei aquilo e como um troféu eu gozei gritando que era dele, gritava eu sou toda sua, gozamos juntos, mas sem falar nada ele me beijou na boca, e veio com aquele pau ainda com porra e me fez chupar, estava com certo nojo, mas ele fazia questão de colocar em minha boca, sabia eu que se não chupasse ele não iria parar, me virou de lado e meteu em mim de novo, aquele homem abusava de mim, nunca Dei para um homem daquela forma, e como sabia socar, foi quando ele gozou de novo. Minha bucetinha estava em brasa, pedi para ir embora, estava sem jeito, e atrasada, coloquei a roupa daquele jeito mesmo toda gozada, me vi no espelho esta cheia de chupões e algumas marcas da pegada dele.

Ele me levou embora, quase não nos falamos, cheguei em casa meu marido me esperava, me viu de cabelo molhado, me perguntou que aconteceu, falei que depois contava. Ele ficou bravo por que tinha chegado mais cedo, meio que discutiu, foi para o banho e deitou na cama, coloquei nosso filho para dormir e estava na hora de contar o acontecido ao meu marido, cheguei na cama, chupei seu pau para ficar duro, e sentei em cima. Ele me disse como eu estava realizada, ele regalou os olhos, foi quando falei, qual é a sua fantasia mesmo amor?

– ele respondeu que eu me realizasse como mulher!

– E se eu topar é isso mesmo que vc quer?

Ele respondeu muito, te amo e quero vc realizada de todas as formas

Chupando o pau dele comecei a história do início e o revelei a minha maior aventura e que estava arrombada e doída, que ele não podia meter forte que eu não iria aguentar, e falei que realizei a nossa fantasia mostrando os chupões que o meu macho havia deixado, comecei a contar subi emcima dele e rebolar em seu pau, antes de terminar o ocorrido ele gozou, fiquei com pena, ele foi para banho e voltou, comecei a chupar ele dizendo que terminaria o ocorrido chupando ele porque não aguentava mais pau em minha bucetinha, no final ele gozou de novo.

Bom fiquei com medo da reação dele, mas confesso que me surpreendi, ele ficou melhor do que já era, me provou da mesma maneira que provei a ele que nos amávamos.

1 comentário em “Me entregando totalmente ao prazer sexo e sedução”

Deixe uma resposta