Xereca cheirosa da Empregada

Todos os dias eu passava pela cozinha de casa e cumprimentava a Rosa(empregada que está há 18 anos conosco).

À mesa,quando ela se aproximava com os alimentos,eu sentia todos os cheiros diferentes vindos dela:cebola,detergente de limão,carne assada…Porém,um dia,cheguei cansado do futebol e sentei à mesa,pedindo a ela um uco gelado de laranja.

Depois de todo esse tempo,comecei a observar melhor os movimentos da Rosa na cozinha.Ela tinha um bumbum enorme que balançava ao menor passo que dava.Era uma mulher bem dotada de curvas,seios pequenos,mulate e devia ter seus trinta e poucos anos.Eu,um jovem quase donzelo aos 21 anos.Antes,havia dado uns amassos por aí e ficado com uma vizinha amiga minha.E só!

Mas nossa!A Rosa tava me deixando excitado.Eu acho que ela notou isso,pois passou a passar por mim na mesa esfregando aquele mundo de rabo no meu braço.Eu levantei,meio sem jeito,tentando pegar o caminho do quarto,mas ela prontamente ficou na minha frente,se exibindo toda e perguntando,maliciosa,se eu desejava algo mais.

Bom…pelo silêncio,meus pais não estavam.Porém,respondi nervoso que estava tudo ok.Ela então pegou no meu pau e apertou.Eu comecei então a ficar louco de tesão e o pau já estava mais que duro.Eu então peguei nos seios dela com as duas mãos e a beijei.A danada não soltava meu pau e se abaixou,descendo meu calção.Nesse momento,meu cacete pulou pra fora e ela abocanhou,chupando-me freneticamente.

Em um momento,eu gritei de tesão chamando o nome dela.Ela levantou dizendo pra não fazer tanto barulho por causa dos vizinhos e subiu na mesa de mármore da cozinha.Pude notar que estava sem calcinha e bem molhada.Eu fui com tudo,sem pensar em nada e senti um cheiro diferente de todos os outros que já havia sentido nela:um cheiro suave de jasmim(tinha lavado a xerequinha há pouco tempo,com certeza) misturado com aquele aroma natural de xereca.Que delícia!Tratei logo de passar a língua naquela xana sedenta,chupando bem devagar.Ela gemia baixinho e percebi que começou a gozar também,pois o corpo todo estava em frenesi violento,ao que me provocou um tesão maior ainda.Virei-a de costas rapidamente e violentamente e meti o pau duro e latejante.Gozei em poucos segundos,sem me preocupar com qualquer outra coisa.O cheiro gostoso ainda impregnado em meu nariz.

Foi então que escutei o barulho da porta e logo tirei meu pau.Ela correu pro seu quarto perto da cozinha,no corredor.Fui para o meu também me recuperar de tudo aquilo.Sentia ainda o cheiro…Ahhh!…Aquele cheiro…Atordoado pensei:Que xereca cheirosa!

Compartilhe com seus amigos:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta