Meu tio me comeu enquanto eu lavava a louça

Meu nome é Mayara e tinha 18 anos quando tudo aconteceu. Morava em uma cidade pequena com minha mãe e irmã mais velha, e naquela semana ouvi mamãe comentar que um irmão dela, que morava no nordeste e não vinha a mais de vinte anos pra cá, ia visitar os meus avós, fiquei curiosa e empolgada para conhecer meu tio. Mamãe também pediu que eu fosse no fim de semana na casa da minha vó pq ela teria que trabalhar e eu poderia ajudar a vovó com a chegada dele.

Eu concordei na hora. Ele chegaria no sábado de manhã, então na sexta fui pra lá. Os preparativos estavam a pleno, comidas, roupas de cama etc… Sábado de manhã, ouvi alguém batendo palmas na frente da casa, sai pra ver e fiquei em choque. Tinha um homem negro lindo, gostoso e forte parado com uma mala de viagem na mão.

Me aproximei dele e ele se apresentou como Salomão e que era o filho que não vinha pra casa a anos. Arqueio ele descaradamente, o jeans marcava bem suas pernas e o volume da cueca era assustador de grande, mandei a rola dele e fiquei com a calcinha ensopada, ele percebeu e só deu uma piscadinha. Depois de acomodados ele e a minha avó ficaram conversando enquanto eu arrumava o almoço, ousada e com a buceta piscando, resolvi tirar a calcinha e ficar só de vestido. Arrumei a mesa e nos sentamos para comer. O tempo todo fiquei o secando e ele tbm, percebi que estava atento aos meus peitos que faltavam no decote do vestido simples. Assanhada, atiroe um garfo no chão próximo a ele e pedi que ele pegasse, quando se abaixou pode ver minha bucetinha gorda e peluda brilhando de excitação, ele arfou mas se recompôs em seguida.

Fiquei frustrada, ele não demonstrou interesse o resto do almoço e me ignorou. Em seguida vovó se recolheu para sestiar e fiquei com a louça. Meu tio sumiu por alguns minutos, e quando voltou se posicionou atrás de mim.
– tá querendo dar pra mim né sua putinha?

– quero, quero sim. Me come!
Rebolei sobre o pai duro dele. Habilmente ele enfiou dois dedos na xoxota molhada.
– vou comer essa xoxotinha e encher ela de porra, mas antes vou meter nesse cu rosinha.
Eu não falei mais nada. Ele tirou os dedos da buceta e molhou o cu, em seguida entrou com tudo e tive minha boca tampada para conter o grito. O cacete era enorme, grande groso, ele sussurrava baixarias.
– que cu apertado da porra. Vou meter até encher de leite, vai ser minha vadia enquanto eu estiver aqui. Vou te comer a qualquer hora sua cadela…
– que delícia, mete mais, forte , mete tudo arromba meu cu seu puto.
Ele gozou tanto que escorreu pelas pernas.
E saiu sem falar nada.
Mais tarde me convidou para tomar banho de Rio, nem preciso dizer que minha boceta ficou em carne viva de tanto levar rola. Mas isso é pra outra história.

1 comentário em “Meu tio me comeu enquanto eu lavava a louça”

Deixe uma resposta