O primo do interior

Olá, me chamo Fernando, tenho 22 anos, sou de Curitiba, a história que vou contar aconteceu comigo quando tinha 16 anos.

Eu cresci no campo, minha família é gaúcha, sempre gostou de cavalos, e vivíamos em rodeios, eu tinha medo de andar a cavalo, então sempre ia no colo de alguém. Quando pequeno não ligava muito para atração sexual, mas dos 13 anos em diante eu comecei a ver com outros olhos, aqueles homens galopando, com a calça jeans justa, marcando o pau.

Meu primo desde pequeno competia em torneios e eu sempre andava a cavalo com ele, o nome dele era Felipe, 3 anos mais velho que eu, moreno claro dos olhos verdes, sarado. E mesmo depois de perder o medo eu pedia pra andar com ele, ele segurava em minha cintura e eu amava.

Quando tinha 16 anos meus pais deixaram eu ir com ele em um torneio acampar, eu não estava com outras intenções embora não parasse de pensar que ele era um gostoso e eu dormiria com ele. Mas la estávamos nos na primeira noite fomos dormir. Deitamos só de cueca e não falamos nada, eu virei pro lado e minutos depois ele coloca a perna sobre mim, aquilo me deu um arrepio, fiquei quieto fingindo dormir, nisso ele aproximou e me encoxou e eu gemi baixinho, depois ele colocou a mão por dentro da minha cueca e passou em minha bunda, aí eu não resisti, falei o que você tá fazendo? Ele respondeu rindo, estou do te esquentando, nisso ele passou o dedo no meu cuzinho, e perguntou se estava gostoso, eu tava de pau duro ja, falei que sim, ele abaixou minha cueca e encostou seu pau que estava duro, eu gemi mais, ele perguntou se eu deixava ele me esquentar mais, falei que sim, o pau dele tava babando muito, ele roçava meu cuzinho, até que a cabeça deslisou p dentro, eu dei um gemido e comecei a rebolar, não demorou muito pro pau entrar todo, ele começou a bombar, eu queria tanto que nem doeu, ele socou por uns 15 min, e falou que ia encher meu cu de porra, dito e feito, me encheu de porra, me abraçou e esperou o pau ficar mole, depois tirou, aí saiu da barraca par ir se limpar, eu fiquei deitado ainda com tesao, aí ele voltou e falou pra gente sempre acampar juntos. Mas isso ocorreu apenas mais duas vezes.

Leia mais contos eróticos de primos gays

Compartilhe com seus amigos:

2 comentários em “O primo do interior”

Deixe uma resposta